Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

Abordagem Social: recurso de melhora na adesão ao tratamento em pacientes idosos.

Pompiani, M., Silva, J.M.
Instituto Central do HCFMUSP - Sao Paulo - Sao Paulo - Brasil

Introdução: De acordo com o último senso demográfico de 2010, a população paulistana atingiu 1,3 milhões de idosos, representando 11,89% dos habitantes. O envelhecimento é um processo natural para o ser humano e a velhice é uma de suas fases que, como as demais, possuem características próprias, dentre elas as manifestações dos agravos das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) que se tornaram a maior prioridade na área da saúde no Brasil. Dentro dos aspectos negativos do envelhecimento, destaca-se o aumento da prevalência de doenças cardiovascular, que são a principal causa de morte no Brasil e nos demais países ocidentais, estudos mostram que a incidência dobra a cada decênio de vida. No Brasil, dados do Ministério da Saúde indicam que aproximadamente 33% das mortes são causadas por doenças cardiovasculares associadas a outra DCNT.  Objetivo: descrever o perfil dos pacientes idosos atendidos em Hospital Dia Geriátrico (HDG) e a importância do serviço social quanto a sua avaliação para melhor adesão ao tratamento. Método: Estudo transversal, com pacientes atendidos em HDG, entre março e setembro de 2015. Os dados foram coletados através do Protocolo de pesquisa - Hospital Dia para Idosos com Risco de Hospitalização e dados levantados por amostragem de entrevista qualitativa. Resultado: Dos 243 pacientes idosos atendidos, há prevalência de 63% do sexo feminino, na faixa etária dos 80 a 89 anos (43%). Também foi observado que 23% residem sozinhos e 30% com mais um familiar; a maioria (26%) apresentam renda familiar entre 1 e 2 salários mínimos; 55% possuem cuidadores e 60% apresentam três ou mais DCNT, destes 75% apresentam doença cardiovascular. Conclusão: No contexto das doenças cardiovasculares, a abordagem do Serviço Social aos idosos e seus familiares, se dá através do acolhimento, orientações quanto à compreensão sobre o prognostico, enfatizando a importância da cooperação entre paciente idoso, família e profissionais da saúde no plano terapêutico, e na articulação de recursos da rede de sócio assistencial e de saúde no território, que resulta na melhor adesão ao tratamento e qualidade de vida do idoso.

Palavras-chave: Idosos; doenças cardiovascular; acolhimento; Serviço Social.

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Operacional

Malu Losso

Organização Operacional Expositores

JA Eventos

Organização Científica

SD Eventos

Montadora Oficial

Estande Feiras e Congressos
Estrutural

Agência Web

Inteligência Web

XXXVII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo

26, 27 e 28 de maio de 2016 | Transamerica Expo Center | São Paulo - Brasil